Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Preâmbulo

Redes UNESCO em Portugal

Ver em mapa maior

Prémio de Jornalismo Direitos Humanos e Integração

LOGO direitos humanos premio site

Estão abertas as candidaturas até 16 de setembro

A Comissão Nacional da UNESCO (CNU) e a Secretaria Geral da Presidência do Conselho de Ministros (SGPCM) vão atribuir o Prémio de Jornalismo "Direitos Humanos & Integração” destinado a galardoar os melhores trabalhos jornalísticos sobre direitos humanos e integração que tenham sido publicados ou difundidos, em 2015, nos órgãos de comunicação social portugueses.
O Prémio contempla as seguintes categorias e montantes:

• Imprensa (€ 2.500);

• Rádio (€ 2.500);

• Meios Audiovisuais (€ 2.500);

• Comunicação Social Regional e Local (€ 2.500).

Os candidatos deverão enviar por correio ou entregar pessoalmente no endereço abaixo indicado 3 cópias por cada trabalho a concurso, acompanhadas do Formulário de candidatura individual ou coletiva, consoante o caso aplicável, bem como dos elementos referidos no artigo 9.º do Regulamento:

Prémio de Jornalismo “Direitos Humanos & Integração”
Comissão Nacional da UNESCO
Ministério dos Negócios Estrangeiros
Largo das Necessidades
1350-215 LISBOA
Telefones: 21 394 66 52 / 21 394 67 05
E-mail: premiodhi@mne.pt

Ler mais: Prémio de Jornalismo...

Prémio UNESCO-Rei Hamad bin Isa Al Khalifa para a utilização das tecnologias da informação e da comunicação (TIC) na educação

premiokhalifa

Candidaturas até 30 de setembro

Financiado pelo Reino do Bahrein, o Prémio UNESCO-Rei Hamad bin Isa Al Khalifa foi criado em 2005 para recompensar as inovações que, no domínio do ensino e da aprendizagem, usam a tecnologia para melhorar o desempenho na educação.

A edição 2016 distinguirá as organizações e os particulares que implementam práticas inovadoras de utilização das TIC para alargar o acesso à educação dos aprendentes desfavorecidos e melhorar a qualidade e a pertinência dos ensinos que lhes são oferecidos. O projeto laureado deverá também promover os valores e os comportamentos que subjazem à Agenda 2030 e, mais geralmente, ao programa de desenvolvimento sustentável.

Sob recomendação de um júri internacional, a Diretora Geral da UNESCO designará dois laureados aos quais será atribuído um prémio financeiro de 25 000 US$ cada um.

As candidaturas deverão ser enviadas para a Comissão Nacional da UNESCO até 23 de setembro.

Mais informações.

Abertas candidaturas ao Prémio Internacional UNESCO – Guiné Equatorial para a Investigação em Ciências da Vida – edição 2016

premioguineequatorial

Este prémio visa premiar projetos e atividades levados a cabo por um ou mais indivíduos, instituições, Organizações Não-Governamentais, entre outras entidades, no campo da investigação cientifica das Ciências da Vida, que tenham contribuído para a qualidade da vida humana. Este Prémio encoraja a investigação bem como o estabelecimento e desenvolvimento de Redes de Centros de Excelência em Ciências da Vida. Assim, os candidatos deverão ter contribuído significativamente para a investigação neste domínio e como tal contribuído para a qualidade da vida humana.

Serão selecionados três candidatos (no máximo) pela Diretora-Geral da UNESCO com base na análise e recomendações feitas pelo júri internacional que compõe este Prémio. Os vencedores receberão um prémio monetário no valor de US $300,000, bem como um diploma e uma medalha.

De notar que as candidaturas deverão ser submetidas a esta Comissão Nacional da UNESCO, de acordo com as orientações e critérios estabelecidos no regulamento do referido Prémio (online para cnu@mne.pt ; elizabeth.silva@mne.pt ) até ao dia 9 de dezembro.

Posteriormente será realizada uma pré-avaliação das candidaturas apresentadas a concurso, a fim de serem selecionadas as que melhor correspondam aos critérios impostos pela UNESCO. As selecionadas serão remetidas por esta Comissão Nacional ao competente setor da UNESCO, antes do dia 31 de dezembro de 2016.

Mais informações.

Lançamento da Cátedra UNESCO “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis”

catedrautad1

Teve lugar no passado dia 20 de junho, a cerimónia de lançamento da Cátedra UNESCO “Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentado e Estilos de Vida Saudáveis”, sedeada na UTAD - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Esta Cátedra UNESCO tem como objetivo principal lançar e criar uma rede inovadora e integrada de pesquisa, ensino, transferência de conhecimento e formação avançada para alunos de mestrado e doutoramento em temáticas como geoparques, património geológico e geoconservação, geoturismo, educação para o desenvolvimento sustentável, desenvolvimento local, dinâmica económica e coesão socioterritorial e estilos de vida saudáveis. O seu plano estratégico baseia-se nos objetivos do Programa Geoparques Mundiais da UNESCO e linhas orientadoras da UNESCO no setor das Ciências e Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030.  Esta Cátedra envolve várias universidades da América Latina (Argentina, Brasil, Chile e México), de África (Angola e Moçambique) e da Europa (Espanha), incluindo parcerias com os escritórios da UNESCO de Nairobi (Quénia) e Montevideu (Uruguai) e a Comissão Nacional da UNESCO (Portugal). Conta ainda com o patrocínio da Fundação Manuel António da Mota e da Fundação Millenium BCP e com a colaboração institucional da Cátedra UNESCO “Salvaguarda da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável” da Universidade de Coimbra, permanecendo aberta a associação de universidades de outros países e parceiros do setor privado.

Ler mais: Lançamento da Cátedra UNESCO...

Lançamento da Cátedra UNESCO "O Património Cultural dos Oceanos"

 catedraoceanos3

Sessão de Lançamento oficial da Cátedra UNESCO  "O Património Cultural dos Oceanos", – 21 de junho às 15h00 Auditório B da Reitoria da Universidade NOVA de Lisboa, Campus de Campolide

 A Cátedra “O Património Cultural dos Oceanos”, atribuída pela UNESCO à Universidade NOVA de Lisboa, visa o desenvolvimento de uma inovadora rede de instituições e investigadores nas áreas do património cultural, da história marítima e da história ambiental marinha, em particular do património marítimo e subaquático, à luz da Convenção de 2001 da UNESCO sobre a Proteção do Património Cultural Subaquático.

 A Cátedra, sob a coordenação e responsabilidade científica do Professor João Paulo Oliveira e Costa (diretor do CHAM, centro de investigação da FCSH/NOVA), é única a nível mundial. Liderada pelo CHAM (Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar), tem como parceiros na FCSH/NOVA outros centros de investigação, tais como o IHC (Instituto de História Contemporânea), o IEM (Instituto de Estudos Medievais) e o IELT (Instituto de Estudos de Literatura e Tradição). Reúne dentro das suas competências no âmbito de três principais linhas de atuação - investigação científica, formação e educação superior avançada, e disseminação - temas centrais relacionados com a arqueologia marítima e subaquática e a história marítima e ambiental.

Discurso do Ministro dos Negócios Estrangeiros. Ler.

Discurso da Presidente da Comissão Nacional da UNESCO. Ler.

Ler mais: Lançamento da Cátedra UNESCO...

Escola de Verão /Summer School – 2016

summerschool

A presente edição da Escola de Verão /Summer School organizado pela Universidade Católica Portuguesa e apoiada pela CNU, insere-se nas atividades de celebração do Ano Internacional do Entendimento Global – 2016,  promovido pela UNESCO. Neste sentido, este curso terá por base a missão da UNESCO e os objetivos da referida efeméride.

Assim, serão debatidos por um lado, os diversos contributos da UNESCO junto da sociedade, como por exemplo, os seus esforços para a consolidação da paz, para a erradicação da pobreza, para o desenvolvimento sustentável e para o diálogo intercultural através da educação, das ciências, da cultura, da comunicação e da informação e por outro, os objetivos do Ano Internacional do Entendimento Global, o qual  tem por finalidade principal proporcionar uma compreensão mais aprofundada sobre a forma como os povos devem conviver entre si para garantir a sustentabilidade.

É neste contexto, que os organizadores da Escola de Verão/Summer School (Faculdade de Teologia/ Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa) promovem o estudo e o debate de algumas destas questões relevantes para um público interessado em pensar reflexivamente os grandes temas da contemporaneidade.

Criação do Centro UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial em Beja

 

logo

 

O Centro UNESCO para a Salvaguarda do Património Imaterial foi criado em Beja, por um conjunto de parceiros, nomeadamente a Câmara Municipal de Beja, a Direção Regional de Cultura do Alentejo, o Centro Nacional de Cultura, a Fundação Aga Khan, o Sindicato dos Músicos e Profissionais do Espetáculo e do Audiovisual e a MODA - Associação do Cante Alentejano e a Confraria Gastronómica do Alentejo com o objetivo de “contribuir para uma melhor compreensão do património imaterial" e promover, estudar e divulgar a música tradicional, nomeadamente o cante alentejano, a literatura e a história popular.

Ler mais: Criação do Centro UNESCO...

Dia Mundial dos Oceanos

dia oceano

Mensagem da Diretora geral da UNESCO Irina Bokova

por ocasião do Dia Mundial dos Oceanos

Oceano Saudável, Planeta Saudável

8 de junho de 2016

2016 é o ano em que o mundo começa a implementar as promessas feitas na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e no Acordo de Paris para as Alterações Climáticas.

A mensagem da UNESCO no dia mundial dos oceanos é clara – o oceano é essencial para seguir em frente.

Ler mais: Dia Mundial dos Oceanos

Lista Indicativa de Portugal ao Património Mundial

Ficou hoje  concluído o processo de atualização da Lista Indicativa de Portugal ao Património Mundial. Datando de 2004 a anterior Lista Indicativa, a Comissão Nacional da UNESCO iniciou em finais de 2013 o processo conducente à sua atualização, no período coincidente com o mandato de Portugal no Comité do Património Mundial (2013-2017).

Conduzido pela Comissão Nacional da UNESCO, entidade responsável pelo acompanhamento no nosso país da Convenção da UNESCO para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural, o processo decorreu da recomendação da UNESCO de que as Listas Indicativas  dos Estados parte na Convenção do Património Mundial sejam atualizadas a cada 10 anos. Recorda-se que as Listas Indicativas constituem um pré-requisito indispensável para a candidatura de Bens a Património Mundial.

Ler mais: Lista Indicativa de Portugal...

Conferências do Mosteiro

conferenciasdomosteiro

Decorre de maio a outubro, o ciclo de Conferências do Mosteiro na Batalha.

Veja aqui o programa.

Bandeira Comissão Nacional da UNESCO

Contactos

Largo das Necessidades
1350-215 Lisboa
Portugal
(+351) 213 946 652
cnu@mne.pt

Mais informação

Ligações úteis

logoCNUencolhido

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

PLANO DE ATIVIDADES 2016

  BibCNU

Catálogo CNU online

rsz unesco

Estão Abertas candidaturas para postos vagos na UNESCO

Ver postos

rsz 1images 

FAO PT

Logotipo Instituto Diplomático

Logotipo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Logotipo Carreiras Internacionais

dgpc fundo preto

Logotipo Turismo de Portugal

rsz literaciamed

bibliotecamundig

UNRIC

CNJ Logo

rsz 1ipdj

guiaodspq

escolassolidarias