Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Idanha-a-Nova e Óbidos na Rede de Cidades Criativas da UNESCO

Logos IdanhaObidos

Foram hoje incluídas na Rede de Cidades Criativas da UNESCO as primeiras cidades portuguesas: Idanha-a-Nova como Cidade Criativa da Música e Óbidos como Cidade Criativa da Literatura.

A Rede de Cidades Criativas foi criada pela UNESCO em 2004 e procura desenvolver a cooperação internacional entre cidades (urbes) que identificaram a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento sustentável. As cidades criativas desenvolvem iniciativas mediante parcerias entre os setores público e privado, organizações profissionais, comunidades, sociedade civil e instituições culturais. A Rede facilita a partilha de experiências, conhecimentos e recursos entre as cidades membros como um meio para promover as indústrias criativas locais e fomentar a cooperação mundial para o desenvolvimento urbano sustentável.

Neste sentido, a Rede de Cidades Criativas tem por objetivos fortalecer a criação, produção, distribuição e fruição dos bens culturais e serviços a nível local; promover a criatividade e expressões criativas, especialmente entre os grupos vulneráveis, incluindo mulheres e jovens; melhorar o acesso e a participação na vida cultural, bem como a fruição de bens culturais; integrar as indústrias culturais e criativas em planos de desenvolvimento local.

A adesão à Rede é enquadrada em sete temas, designadamente literatura, cinema, música, artesanato e arte popular, design, artes e media, gastronomia.

Tal como todas as candidaturas às convenções e programas da UNESCO, as propostas de adesão à Rede de Cidades Criativas são coordenadas pela Comissão Nacional da UNESCO, que se congratula por mais este contributo de Portugal para alcançar os objetivos da Organização.

Saiba mais aqui

Programa Cidades Criativas: http://en.unesco.org/creative-cities/