Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Lançamento da Cátedra UNESCO "O Património Cultural dos Oceanos"

 catedraoceanos3

Sessão de Lançamento oficial da Cátedra UNESCO  "O Património Cultural dos Oceanos", – 21 de junho às 15h00 Auditório B da Reitoria da Universidade NOVA de Lisboa, Campus de Campolide

 A Cátedra “O Património Cultural dos Oceanos”, atribuída pela UNESCO à Universidade NOVA de Lisboa, visa o desenvolvimento de uma inovadora rede de instituições e investigadores nas áreas do património cultural, da história marítima e da história ambiental marinha, em particular do património marítimo e subaquático, à luz da Convenção de 2001 da UNESCO sobre a Proteção do Património Cultural Subaquático.

 A Cátedra, sob a coordenação e responsabilidade científica do Professor João Paulo Oliveira e Costa (diretor do CHAM, centro de investigação da FCSH/NOVA), é única a nível mundial. Liderada pelo CHAM (Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar), tem como parceiros na FCSH/NOVA outros centros de investigação, tais como o IHC (Instituto de História Contemporânea), o IEM (Instituto de Estudos Medievais) e o IELT (Instituto de Estudos de Literatura e Tradição). Reúne dentro das suas competências no âmbito de três principais linhas de atuação - investigação científica, formação e educação superior avançada, e disseminação - temas centrais relacionados com a arqueologia marítima e subaquática e a história marítima e ambiental.

Discurso do Ministro dos Negócios Estrangeiros. Ler.

Discurso da Presidente da Comissão Nacional da UNESCO. Ler.

 É objetivo desta rede, liderada pela Universidade NOVA de Lisboa, salientar a importância de princípios como a partilha de conhecimento, solidariedade social e o estabelecimento de bases de desenvolvimento de boas práticas de acordo com os princípios da UNESCO.

No acordo de cooperação assinado entre a UNESCO e a NOVA prevê-se que sejam implementadas atividades que contribuam para um profundo conhecimento do património do oceano, da cultura e história marítima e da interação comunitária, através do desenvolvimento de atividades de investigação e atividades educativas, da dinamização de estudos pós-graduados, de cursos de curta duração, seminários e conferências. O trabalho será desenvolvido mediante três linhas de ação: investigação, educação e sensibilização. Será ainda promovida a mobilidade de estudantes com a criação de uma rede de entidades parceiras através de três continentes: África, Europa e América. Liderada pelo CHAM - Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar, tem como parceiros outros centros de investigação da FCSH/NOVA, nomeadamente o IHC - Instituto de História Contemporânea, o IEM - Instituto de Estudos Medievais e o IELT - Instituto de Estudos de Literatura e Tradição.

A Cátedra é pioneira na área e são já vários os países que se encontram associados a esta Cátedra - Cabo Verde, Espanha, Colômbia e Brasil -, bem como diversas entidades nacionais e a Comissão Nacional da UNESCO. É objetivo desta rede, liderada pela Universidade NOVA de Lisboa, salientar a importância de princípios como a partilha de conhecimento, solidariedade social e o estabelecimento de bases de desenvolvimento de boas práticas de acordo com os princípios da UNESCO.