Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Dia Mundial do Património Audiovisual

 

diaaudiovisual

Mensagem de Irina Bokova,

Diretora Geral da UNESCO,

por ocasião do Dia Mundial do Património Audiovisual

27 de outubro de 2016

O Dia Mundial do Património Audiovisual é a ocasião para celebrar a importância deste património para o conjunto das mulheres e dos homens e para todas as sociedades.

A 27 de outubro comemora-se a adoção, em 1980, pela Conferência Geral da UNESCO, da Recomendação para a salvaguarda e a conservação das imagens em movimento, primeiro instrumento internacional sobre a importância cultural e histórica das gravações cinematográficas e televisivas, através do qual se defendiam medidas decisivas para a sua conservação.

Esta é a sua história – não a deixe perder-se!

Este é o nosso tema para este ano.

As imagens em movimento e as gravações sonoras são registos importantes das nossas vidas, encerram grande parte da nossa memória pessoal e social, essencial para a nossa identidade e para o nosso sentimento de pertença. Por este motivo devem ser conservados e divulgados enquanto elementos do nosso património comum. As histórias contadas por este património são expressões poderosas da cultura e do lugar, tecem a experiência pessoal e coletiva e refletem a procura de um sentido comum a todos.

Este património constitui uma âncora num mundo em mudança, em particular para as comunidades locais, pois regista atividades culturais e reflete a grande diversidade de expressões. Fatores de coesão, os arquivos são igualmente parte integrante dos debates sobre as prioridades futuras, preservando a diversidade das histórias e permitindo às gerações futuras entenderem aquilo que as antecedeu.

Os arquivos são a memória coletiva da humanidade, conservada em numerosas organizações públicas e privadas. Precisam desesperadamente de ser conservados, em particular nas zonas afastadas. Apelo assim aos profissionais dos arquivos, às organizações públicas e privadas e às entidades interessadas para que tomem medidas urgentes para salvaguardar as obras e os registos audiovisuais como parte integrante do nosso património comum.