Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Mensagem de Irina Bokova, Diretora-geral da UNESCO, por ocasião do Dia Internacional da Diversidade Biológica

biological diversity

Biodiversidade e Turismo Sustentável

22 de maio de 2017

A UNESCO trabalha há mais de 70 anos para promover o conhecimento científico e a cooperação em biodiversidade e ecossistemas, tais como florestas tropicais, oceanos e montanhas. Nos últimos anos, o efeito das atividades humanas - ampliado pelo crescimento populacional e pelas alterações climáticas a nível global - reduziu profundamente a biodiversidade nos ecossistemas em todo o mundo. Precisamos juntar forças e encontrar novas formas de proteger e promover a biodiversidade como parte do nosso património comum e uma condição para um futuro sustentável para todos.

O turismo sustentável é uma ferramenta poderosa para aumentar a consciencialização sobre a biodiversidade e para a proteger para as gerações presentes e futuras. Este é o espírito da declaração de Cancun, aprovada na Décima terceira reunião da Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica, realizada no México em 2016, que afirma: "existem caminhos para garantir a sustentabilidade do turismo, a longo prazo, garantindo também que contribui positivamente para a biodiversidade".

A UNESCO trabalha com todos os seus parceiros para explorar estes caminhos. Apoiámos a formação de jovens guias de ecoturismo para a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, no Brasil. Na Bielorrússia, têm sido adaptados programas de turismo baseados na natureza para atividades tais como a observação de aves e a canoagem, em colaboração com a Reserva da Biosfera Vosges do Norte, em França. A preservação da biodiversidade é vital para vidas humanas e ecossistemas – é também uma fonte de crescimento verde e de emprego decente. O Programa UNESCO “O Homem a Biosfera”, através da iniciativa "Destinos da Biosfera", reúne destinos verdes certificados e turismo-certificado, apresentando também uma taxa de crescimento do emprego de quase 70% em Portugal.

Através do Programa de Turismo Sustentável em Património Mundial, a UNESCO também trabalha para fortalecer políticas e estruturas que suportam o turismo sustentável para melhorar a gestão do património natural. Recentemente foi conduzida uma série de workshops de capacitação, em quatro Sítios Património Mundial prioritários, no Lesoto, na República da África do Sul, na República do Malawi, na República Unida da Tanzânia, na República da Zâmbia e na República do Zimbabwe.

Biodiversidade é vida. É também uma condição fundamental para os ecossistemas resilientes, capazes de se adaptar a um ambiente em mudança e desafios inesperados. Biodiversidade é tão necessária para a natureza e a humanidade quanto a diversidade cultural, para construir sociedades mais fortes, mais resilientes, equipadas com as ferramentas necessárias para responder aos desafios de hoje e de amanhã. Temos de fomentar esta cultura da diversidade em todas as suas formas, como uma força e uma oportunidade para todos. Vejo isto como uma condição fundamental para atingir as metas de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas.