Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Relatório Global de Felicidade

relatorio felicidade

A Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável (Sustainable Development Solutions Network), com o patrocínio da Fundação Ernesto Illy, publicou o “Relatório Global de Felicidade 2017”. Este documento é lançado anualmente desde 2012 avalia o nível de felicidade dos diferentes países com  base em critérios de análise como os níveis económico e de liberdade, confiança, generosidade, honestidade e saúde.

A publicação defende a importância de fatores sociais - como o PIB per capita e a esperança média de vida - e pessoais - como as relações interpessoais e a saúde - para o alcance de um nível de felicidade comum elevado. Foca ainda o facto de 80% das variações verificadas serem internas a cada país, derivadas de disparidades financeiras e diferenças relativas ao estado de saúde dos habitantes de diferentes regiões.

No relatório deste ano, que analisa 155 países, a Noruega surge em primeiro lugar, seguida da Dinamarca e da Islândia. Portugal está em 90º lugar. Entre as principais conclusões relativas destacam-se o facto de a China possuir aproximadamente os mesmos valores de 1990, de o continente americano ter diminuído os seus níveis de felicidade nos últimos anos e de África ser o continente com um índice de felicidade mais reduzido.

O relatório pode ser consultado aqui.