dia internacional dos migrantes

Mensagem da Diretora Geral da UNESCO

Por ocasião do Dia Internacional dos Migrantes

18 de dezembro de 2017

Milhões de mulheres e homens estão a deixar as suas casas em busca de trabalho e educação. Milhões de pessoas deslocam-se, porque não têm escolha, para fugir da guerra e da perseguição, para escapar aos ciclos viciosos de pobreza, insegurança alimentar e degradação ambiental.

A migração é um fenómeno global movido por muitas forças. Estas começam com aspirações pela dignidade, segurança e paz. A decisão de abandonar a nossa casa é sempre extrema e, frequentemente, o começo de uma viagem perigosa e, por vezes, fatal.

A UNESCO está a tomar medidas para fazer avançar os compromissos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável relacionados com as migrações, o que começa com a educação, através da promoção do acesso a uma educação de qualidade para os refugiados sírios, facilitando o reconhecimento de diplomas e qualificações. Através da nossa Coligação Internacional de Cidades Inclusivas e Sustentáveis, promovemos uma abordagem acolhedora dos migrantes a nível local. Estamos a potenciar as capacidades dos jornalistas para fazerem frente a narrativas negativas e dar destaque às histórias dos migrantes. A UNESCO está profundamente envolvida com parceiros das Nações Unidas através do Grupo Mundial para as Migrações, para formular um Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular.

A Agenda 2030 promete não deixar ninguém para trás, o que tem que incluir todos os migrantes. Proteger os seus direitos e dignidade significa responder a necessidades humanitárias e fazer avançar o desenvolvimento sustentável. Acima de tudo, significa defender a nossa humanidade comum através de uma solidariedade ativa.

Audrey Azoulay

  • Partilhe