fotos presidente 20200203 ep sepcm secam 5

Fotos: João Bica/Portal do Governo

A Comissão Nacional da UNESCO e a Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros entregaram, no dia 03 de feverereiro, no Átrio do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, os Prémios de Jornalismo Direitos Humanos & Integração.

Para além dos dirigentes das entidades organizadoras, a cerimónia contou com a presença do Senhor Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Dr.André Moz Caldas e o Senhor Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Dr. Nuno Artur Silva.

O Prémio de Jornalismo Direitos Humanos & Integração é uma iniciativa anual, conjunta da Comissão Nacional da UNESCO e da Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros, que visa reconhecer o trabalho desenvolvido por profissionais da comunicação social, a nível nacional, em prol dos direitos humanos e das liberdades fundamentais.

O Prémio, num valor total de 10.000 euros, é atribuído aos melhores trabalhos realizados no ano anterior, por profissionais da comunicação social nas suas diversas modalidades – meios audiovisuais, rádio e imprensa escrita. É ainda atribuído o Prémio de Imprensa Regional ao melhor trabalho publicado ou difundido num órgão de comunicação social regional e local, independentemente da categoria em que se insere.

O júri foi composto, nesta décima-quarta edição, por Guilherme d’Oliveira Martins, Catarina Duff Burnay e Francisco Sena Santos.

Foram distinguidas com o 1º Prémio as seguintes peças:

Na categoria de Imprensa Escrita

Uma nova vida longe, cá, após perder tudo (ou quase), de Maria do Céu Neves, publicada no Diário de Notícias;

ex-aequo com

Uma geração a tentar sair de Gaza para dizer: "Sou de Gaza", de Maria João Guimarães, publicada no Público;


Na categoria de Rádio

Zohra - Uma Partitura para a Liberdade, de Isabel Meira, difundida na Antena 1 e Antena 2;

Na categoria de Meios Audiovisuais

Ensaio sobre a Saúde na Guiné-Bissau, de Dulce Salzedas, Rafael Homem e Luís Gonçalves, emitida na SIC;

  ex-aequo com

Pareciam foguetes de lágrimas, de Raquel Monleiro, Tiago Miranda, João Santos Duarte e Tiago Pereira Santos, emitida no Semanário Expresso (multimédia);

 

O Prémio Comunicação Social Regional e Local foi entregue a Ativismo - Direitos Humanos: uma questão de educação, de Martine Rainho, publicada no Semanário Região de Leiria;

 

Foram distinguidas com Menções Honrosas as seguintes peças:

Na categoria de Rádio

Lembra-te de mim, de Cristina Lai Men, difundida na TSF; 

Gente como nós - Do horror da Síria para a tranquilidade de Vila Nova de Tazem, de Liliana Carona, difundida na Rádio Renascença; 

 

Na categoria de Meios Audiovisuais

Um Povo em Fuga, de Mafalda Gameiro, emitida na RTP;

Pedrógão Grande: Eis que fazem novas todas as coisas, de Sibila Lind, Liliana Valente e Frederico Batista.

 

Não houve menções honrosas na  categoria de Imprensa Escrita.

 

Intervenção do Embaixador José Filipe Moraes Cabral, Presidente da Comissão Nacional da UNESCO. Ver aqui.

 

  • Partilhe