imagem diversidade biologica

22 de maio de 2019

No dia 6 de maio a Plataforma Intergovernamental de Política e Ciência sobre a Biodiversidade e os Serviços de Ecossistemas, o “Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC) da biodiversidade”, anunciou, na sede da UNESCO, o primeiro relatório intergovernamental de avaliação mundial sobre a biodiversidade.

Este relatório histórico recorda-nos a necessidade urgente de agirmos juntos em prol de uma biodiversidade, para as gerações futuras. 

A biodiversidade é o tecido vivo do nosso planeta, a sua diminuição coloca em risco a contribuição vital da natureza para a humanidade, afetando economias, meios de subsistência, a segurança alimentar, a saúde, a diversidade cultural, a qualidade de vida e constitui uma forte ameaça para a paz e para a segurança mundiais.

As atividades humanas são, em grande parte, responsáveis por esta erosão. É, por isso, essencial mudarmos a nossa visão e o nosso comportamento em relação à biodiversidade.

Atualmente, dispomos do conhecimento científico necessário para esta transformação. Podemos igualmente recorrer ao conhecimento e às práticas indígenas e locais, que são valiosas fontes de soluções.

A celebração deste dia internacional em 2019 tem por objetivo sublinhar a contribuição essencial da biodiversidade do nosso planeta para a saúde do ser humano e, em particular, para a sua alimentação. A UNESCO comemora este dia, promovendo as práticas e os conhecimentos das redes de sítios comprometidos com o desenvolvimento sustentável, nomeadamente a Rede Mundial de Reservas da Biosfera, os sítios do Património Mundial e a Rede de Geoparques Mundiais. Ao prestar homenagem aos conhecimentos e às técnicas que respeitam a biodiversidade, visamos promover interações positivas entre as culturas e a natureza, os seres humanos e outras espécies no mundo vivo.

Audrey Azoulay 

  • Partilhe