60340613 10157282177678390 8457033507699425280 n

16 de maio de 2019

“Não me façais morrer antes do meu tempo, pois é doce olhar para a luz”.

Na obra Ifigénia em Áulide de Eurípides, Ifigénia implora ao seu pai, Agamémnon, que não obedeça à ordem da deusa Ártemis e não a sacrifique. De todas as razões que a impelem a permanecer viva, a mais importante para Ifigénia é a doce contemplação da luz.

A luz simboliza aqui a vida, mais do que qualquer outra determinação, . A luz é o princípio de tudo e, através dela, podemos ver o mundo. Por ser essencial, a relação com a luz está no coração de todas as civilizações.

A importância da luz marca a arquitetura dos sítios do património mundial, por exemplo, as rosáceas de Notre-Dame de Paris ou a estrutura da cidade de Machu Picchu, desenhada de acordo com a trajetória do sol.

A luz e o seu tratamento são elementos essenciais das artes visuais e do espetáculo, da literatura e do pensamento humano. Além do simbolismo significativo da luz nas obras de arte, na filosofia ou nas outras ciências humanas, a conceção da luz, que nelas se manifesta, evoluiu à medida que a nossa compreensão científica progrediu.

A luz é um fenómeno natural que a ciência aprendeu a compreender e a utilizar, e desempenha um papel essencial em todas as ciências e respetivas aplicações. Da origem do Universo às novas tecnologias, dos raios-X às ondas de rádio, em áreas tão diversas como a medicina, a agricultura, a energia, a ótica e muitas outras, a luz continua a moldar o nosso mundo. Ao compreendermos a luz, somos capazes de atingir os maiores avanços científicos e tecnológicos.

Todos os seus benefícios naturais e as suas aplicações científicas e tecnológicas fazem da luz uma parte essencial da vida cotidiana das nossas sociedades e um desafio importante no âmbito dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas.

Assumem particular importância as questões relacionadas com o acesso à luz elétrica como uma forma de melhorar o nível de vida nos países em desenvolvimento, e os assuntos relacionados com a fibra ótica utilizada para conectar os cidadãos do mundo através da Internet. As redes de comunicação que daí resultam podem fomentar um maior intercâmbio cultural, mais justiça, responsabilidade e paz.

Este dia internacional chama a atenção para a importância da luz em todas as áreas da vida humana. Depois de ter sido assinalado, pela primeira vez, no ano passado em 87 países no mundo inteiro, a celebração desta segunda edição confirma o compromisso da UNESCO para com a comunidade científica internacional sobre este tema tão importante que é a luz.

Audrey Azoulay

  • Partilhe