Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Produção de Figurado em Barro de Estremoz inscrita na Lista Representativa do Património Imaterial da Humanidade

estremoz patrimonio imaterial

A Produção de Figurado em Barro de Estremoz foi hoje inscrita na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade.

O Comité Intergovernamental da UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial aprovou, na sua 12ª reunião, a candidatura da Câmara Municipal de Estremoz, considerando que esta “promoverá o respeito pela diversidade cultural e pela criatividade humana em geral, uma vez que encoraja o entendimento mútuo entre as comunidades que partilham algumas das características e modos de vida retratados pelas figuras”.

A produção do Figurado em Barro de Estremoz, geralmente conhecido por “Bonecos de Estremoz”, é um processo que leva vários dias. Depois de moldadas manualmente, as figuras em barro são cozidas em forno elétrico e, depois, pintadas, envernizadas, vestidas com trajes típicos do Alentejo e, muitas vezes, decoradas com iconografia cristã. Este tipo de produção remonta ao século XVII e as figuras possuem diversos elementos naturais e fazem menção a devoções e tradições populares típicas desta região de Portugal.

Assim, encontram-se já inscritos na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial o “Fado, canção urbana popular de Portugal” (2011), a “Dieta Mediterrânica” (2013), o “Cante Alentejano, canto polifónico do Alentejo, sul de Portugal” (2014) e a “Falcoaria, património vivo da humanidade” (2016). Encontram-se incluídos na Lista do Património Cultural Imaterial que necessita de uma salvaguarda urgente a “Manufatura de chocalhos” (2015) e o “Processo de Confeção da Louça Preta de Bisalhães” (2016).

A 12ª reunião do Comité, que teve lugar em Jeju, na Coreia do Sul, avaliou um total de 49 candidaturas, 39 das quais foram aprovadas.

Mais informações disponíveis aqui.