Mensagem da Diretora-Geral da UNESCO

2019

A liberdade de imprensa é a pedra angular das sociedades democráticas. Todos os Estados, todas as nações, são fortalecidas pela informação, pelo debate e pela partilha de opiniões.

Numa época de multiplicação de discursos de desconfiança e deslegitimação da imprensa e do trabalho jornalístico, é primordial que a liberdade de opinião seja assegurada através do livre intercâmbio de ideias e de informação baseada em verdades factuais.

Esta 26ª edição é subordinada ao tema "Os meios de comunicação para a democracia: jornalismo e eleições em tempos de desinformação". Para além da conferência internacional organizada em conjunto com o Governo da República Federal Democrática da Etiópia e a União Africana em Adis Abeba, de 2 e 3 de maio, este tema está a ser abordado em vários eventos em todo o mundo.

As eleições são momentos de efervescência política, prestam-se a todos os perigos da instrumentalização aos quais se juntam obstáculos, assédios, detenções arbitrárias ou mesmo homicídios, que impedem os jornalistas de fazerem o seu trabalho livremente.

O observatório da UNESCO registou 99 assassinatos de jornalistas em 2018 e um total de 1.307 assassinatos entre 1994 e 2018.

A impunidade por crimes cometidos contra jornalistas é uma ameaça que afeta todas as nossas sociedades. Esta ameaça obriga-nos a estar permanentemente alertas. Devemos agir juntos para proteger a liberdade de expressão e a segurança dos jornalistas.

A existência de meios de comunicação livres, pluralistas e independentes é um pré-requisito para o bom funcionamento das democracias. Um jornalismo independente permite expor os fatos aos cidadãos e que estes últimos formem a sua opinião. A liberdade de imprensa garante sociedades transparentes nas quais todos podem ter acesso à informação. Um jornalismo independente analisa o mundo e torna-o acessível a todas as pessoas, promovendo a diversidade de opiniões.

Hoje, convidamos não só os Estados-Membros, mas também a sociedade civil e organizações profissionais a celebrarem a liberdade de imprensa e o direito de acesso à informação, bases de todas as sociedades democráticas.

Audrey Azoulay

  • Partilhe