Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Mosteiro de Alcobaça

MOSTEIRO DE ALCOBAÇA

[ Data de inscrição: 1989 | Critérios: (i) (iv)]

 

rsz400 alcobaça

                                            © Direção Geral do Património Cultural

O Mosteiro de Alcobaça encontra-se intimamente ligado à afirmação de Portugal como reino independente (1139-1179). Foi fundado por iniciativa do primeiro rei, D. Afonso Henriques, por doação a Bernardo de Claraval, datada de 1153.

Traduz, como poucos monumentos, a sobriedade estética pregada por S. Bernardo e o rigor e a austeridade da Ordem de Cister. As obras foram iniciadas em 1178 e terminadas cerca de 100 anos depois. Na igreja os mestres pedreiros da Ordem de Cister experimentaram o que era, na altura, um novo "modo" de construção - o gótico - introduzindo no território português essa nova linguagem arquitetónica.

Panteão Régio da monarquia portuguesa, o Mosteiro de Alcobaça alberga os túmulos de D. Pedro I e de D. Inês de Castro, datados do séc. XIV e considerados obras- primas da escultura tumulária europeia. Com um riquíssimo programa decorativo, neles se destacam as representações do Juízo Final, no túmulo de D. Inês, e da Roda da Vida, no túmulo de D. Pedro.

O Mosteiro de Alcobaça, cujas últimas dependências construídas datam do século XVIII, é considerado um dos maiores e mais bem conservados conjuntos abaciais da Ordem de Cister em toda a Europa. A espiritualidade dos monges de Cister e a imaterialidade que a sua busca da perfeição implicava, reflete-se em todo o edifício, espécie de diamante em bruto, espaço único e irrepetível.

 

BOAS PRÁTICAS 

 rsz 200 BP Alcobaça1

© Arquivo Mosteiro de Alcobaça

Exposições e Colóquios

O Mosteiro de Alcobaça tem promovido ao longo dos anos um conjunto significativo de exposições temporárias, de temática internacional, de arte antiga e contemporânea, em constante diálogo com o Monumento, integrando peças do seu acervo móvel. São organizadas inúmeras atividades em parceria com entidades nacionais e internacionais.

 rsz 200 BP Alcobaça2

© David Mariano

Música e Artes Performativas

Nos últimos anos, a música tem sido uma constante na programação do Mosteiro de Alcobaça, com destaque para o ciclo “Música nos Mosteiros-Concertos em Rede” e para o Cistermúsica, Festival de Música de Alcobaça 

 rsz 200 BP Alcobaça3

© Arquivo Mosteiro de Alcobaça

 

Serviço Educativo

O Serviço Educativo do Mosteiro de Alcobaça e respetivas atividades de Extensão Cultural foi distinguido em 2009 com um prémio de qualidade, atribuído pela Associação Portuguesa de Museologia. No ano de 2010, visitas orientadas às escolas e ateliers totalizaram 10 000 pessoas que, de forma dinâmica e apelativa, usufruíram de um contato privilegiado com o monumento. As visitas orientadas e workshops, abrangendo a massa estudantil nacional, foram preparadas atendendo aos diferentes escalões etários, adaptando a linguagem e conteúdos aos diversos públicos.

 rsz 200 BP Alcobaça4

© Arquivo Mosteiro de Alcobaça

 

Projecto TACELO - Conservação das esculturas em terracota

As esculturas monumentais em terracota do Mosteiro de Alcobaça, com 2 metros de altura, produzidas pelos monges cistercienses, constituem um dos conjuntos de obras de arte mais importantes e originais no último terço do século XVII, nos planos estético, artístico e técnico. A tentativa de mitigação do processo de degradação que se manifesta já há dois séculos, obrigou a várias intervenções ao longo desse período, mas os consolidantes utilizados não foram eficazes naqueles materiais. Neste contexto, o Projecto TACELO visa realizar estudos que orientarão a intervenção de conservação e restauro destas esculturas.