Comissão Nacional da UNESCO

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Paisagem Vinha da Ilha do Pico

PAISAGEM DA CULTURA DA VINHA DA ILHA DO PICO

 [Data de inscrição: 2004 | Critérios: (iii) (v)]

 

rsz400 Pico

© Gabinete Técnico da Vinha do Pico / Mónica Silva Goulart

A paisagem da cultura da vinha da ilha do Pico, ocupa uma área total de 987 ha, envolvida por uma zona tampão com 1.924 ha. É composta por uma faixa de território que abrange parcialmente as costas Norte e Sul, e a costa Oeste da ilha, tendo como referência emblemática dois sítios - o Lajido da Criação Velha e o Lajido de Santa Luzia, implantados em extensos campos de lava caracterizados por uma extrema riqueza e beleza natural e paisagística. Estes sítios foram classificados por constituírem excelentes representações da arquitetura tradicional ligada à cultura da vinha, do desenho da paisagem e dos elementos naturais. A diversidade faunística e florística aí presentes estão associadas a uma abundância de espécies e comunidades endémicas, raras e com estatuto de proteção.

Este bem consiste numa espantosa rede de longos muros de pedra, espaçados entre si, que correm paralelos à costa e penetram em direção ao interior da ilha. Estes muros foram erguidos para proteger do vento e da água do mar as videiras, que são plantadas em milhares de pequenos recintos retangulares (currais), colados uns aos outros. Remontando ao século XV, a presença da viticultura manifestou-se através desta extraordinária manta de retalhos de pequenos campos, de casas e quintas do início do século XIX, de ermida, portinhos e poços de maré. A paisagem modelada pelo homem, de uma beleza extraordinária, é o melhor testemunho que subsiste de uma atividade outrora muito ativa.

 

BOAS PRÁTICAS

 Pico1

© Gabinete Técnico da Vinha do Pico

Projetos de reabilitação e manutenção na Paisagem da Cultura da Vinha

O Governo dos Açores criou um programa de apoio financeiro, destinado aos viticultores, para a reabilitação das suas vinhas localizadas em áreas do Património Mundial e na zona tampão. Os Viticultores que assinam um contrato de 10 anos podem receber um máximo de 3.500 Euros por ha/ano para manter as vinhas em produção. Além disso, os viticultores que assinam um contrato por 15 anos poderão receber um máximo de 20.000 Euros por ha, para reabilitarem vinhas abandonadas, usando castas e métodos tradicionais da ilha do Pico. Após 9 anos, a área em produção cresceu de 75 ha para 126 ha.

 Pico2  Aplicação para smartphones

Esta aplicação pretende apresentar de uma forma inovadora a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico e o seu Parque Natural, complementando assim a experiência do visitante com informação adequada. Através desta aplicação, disponível para as plataformas Android e iPhone, estará disponível a informação oficial e atualizada sobre a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, incluindo, entre outros, as áreas protegidas do Parque Natural do Pico, os trilhos pedestres e os centros de interpretação Para cada local estão disponíveis fotos ilustrativas. Permite ainda indicar as direções para chegar da melhor forma até aos principais pontos de interesse da ilha.

 Pico3

© Gabinete Técnico da Vinha do Pico

Trilhos pedestres

Na Paisagem da Cultura da Vinha do Pico foram criados e homologados, 3 trilhos pedestres (Caminhos de Santa Luzia - PR1PIC, Vinhas da Criação Velha- PR5PIC, e Santana - Lajido - PR10PIC) de forma a que os visitantes possam percorrer caminhos antigos ao longo do rendilhado de "currais" de vinha e de "rilheiras", descobrindo assim os elementos únicos e característicos desta paisagem. É com júbilo que se refere que a BootsnALL editora de guias de viagem independentes, considerou o percurso pedestre das Vinhas da Criação Velha, um dos oito trilhos únicos do Mundo.